!-- Java PopUp inicio -->

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Investimento milionário no setor de confecções de Colatina

Cerca de R$ 10 milhões estão sendo investidos na construção do Shopping Moda Brasil, Centro de Pronta-Entrega que será referência nacional no setor de confecções.

Está prevista para junho a inauguração do Shopping Moda Brasil, Centro de Pronta-Entrega que atenderá atacadistas de todo o país. As obras do empreendimento estão gerando 70 empregos diretos, com investimentos de R$ 10 milhões. Após a inauguração, programada para junho, serão 1450 postos de trabalho, sendo 1200 voltados para a área industrial, atuando na confecção de peças, e 250 empregos comerciais.

A criação do shopping é um investimento estratégico para o setor, que prevê crescimento de 16% em 2011. Cerca de 80% de suas lojas já foram negociadas com fábricas das regiões Norte e Noroeste do Espírito Santo. Entre as marcas que já confirmaram presença no espaço estão Lei Básica, Grupo Guermar, PW Brasil, Triattori, Ioli, Donna Linda, Vida Ativa, Hot Line, Doelinger, Dm Marques, Falaine, Zinsk, Keron, Ravely, Up Jeans, Fiest, Carol Maria; Apy, Rotta Club e Sinal Verde.

Após inaugurado, o Centro transformará Colatina num ponto de parada obrigatória para lojistas de todo o Brasil, atendendo principalmente o Rio de Janeiro, Minas Gerais e Bahia. “O Shopping Moda Brasil será um canal de distribuição para os lojistas que vão comprar e levar a mercadoria na hora”, afirma o presidente do Sinvesco – Sindicato das Indústrias do Vestuário de Colatina e Região, Edvaldo Vieira.

O espaço funcionará no bairro Honório Fraga e vai impulsionar o pólo de vestuário de Colatina e região. “O Centro vai oferecer o serviço direto de compra na loja e gerar mais crescimento para a economia local. A presença de compradores de outros estados dará mais visibilidade ao Espírito Santo no cenário nacional”, afirma Vieira.

Lojistas - Os empresários da região norte e noroeste estão otimistas com a abertura do empreendimento, que passou por três anos de pesquisas para chegar no modelo de Centro de Pronta-Entrega. Segundo o proprietário da marca Keron, de Colatina, Fábio Tadeu Zanetti, o espaço deve gerar um incremento de 20% nas vendas, com a inauguração do centro de compras.

“O elo que falta na cadeia produtiva será suprido com a materialização do Centro de Pronta-Entrega, propiciando um fortalecimento da cadeia produtiva. Além disso, o espaço vai beneficiar a sociedade como um todo, ao gerar emprego e renda”, declara Zanetti.

O proprietário da marca Triattori, de Colatina (ES), Ademar Pegurim, aposta que o centro de compras se tornará referência nacional. “O município de Colatina está acompanhando o ritmo dos grandes centros urbanos, a exemplo de São Paulo. Com o shopping os lojistas poderão produzir mais peças e criar novas marcas, possibilitando o reconhecimento nacional e a conquista de novos clientes”, destaca.

O setor em Colatina - O pólo de Vestuário de Colatina e Região produz anualmente 30 milhões de peças, destacando-se a confecção de jeans e malharia. Cerca de 70% da produção é destinada a outros estados brasileiros, sendo que São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais são os principais compradores. O setor é formado em sua grande maioria por micro e pequenas empresas (97%) e gera 14 mil empregos diretos.


Fonte:revistafator.com.br



Nenhum comentário:

Postar um comentário