Baixe grátis - Podcast Os 5 grandes erros cometidos por confecções de roupas

terça-feira, 26 de abril de 2011

Fábrica da Coteminas se Expande

A Companhia de Tecidos Norte de Minas (Coteminas), com quatro plantas em Montes Claros, vai assinar protocolo de intenções com o governo do Estado para instalação de um centro de distribuição na região metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) no próximo mês. A construção do empreendimento demandará 18 meses e o investimento alcançará dezenas de milhões, informou o presidente da empresa, Josué Christiano Gomes da Silva.



- Estamos marcando para maio a assinatura do protocolo de intenções com o Executivo para deflagrar as obras do centro de distribuição, que deve entrar em operação em 18 meses - confirmou o presidente da Coteminas. O empreendimento, conforme Silva, terá 50 mil metros quadrados de área construída e será planejado para futuras ampliações.



Além disso, o empresário explicou que o centro atenderá tanto as unidades industriais da companhia quanto as lojas que fazem parte do grupo. Sobre a cidade que receberá o aporte, o presidente da Coteminas afirmou que os detalhes estão sendo ultimados, mas certamente o empreendimento será na região metropolitana.



Gomes da Silva também revelou que, desde as obras preliminares de preparação do terreno, urbanização da área até as obras civis e compra de equipamentos, serão aportadas dezenas de milhões.



- Com toda a magnitude do empreendimento, considerando todas as etapas de implantação do CD, será um investimento alto - disse.



A escolha de Minas Gerais, segundo o presidente da companhia, foi estratégica em função da localização geográfica do Estado. Também foram levadas em conta as unidades industriais da Coteminas no território mineiro, todas em Montes Claros, na região Norte. A empresa também possui uma filial em Belo Horizonte, além de outras quatro unidades no Nordeste do país, uma em Blumenau (SC) e ainda uma fábrica fora do Brasil, na Argentina.





CONCORRÊNCIA



A Coteminas, impactada pela concorrência com produtos asiáticos, principalmente da China, fechou 2010 com lucro líquido de R$ 9,5 milhões, montante 63,4% inferior ao do ano anterior, quando o resultado líquido da companhia somou R$ 26 milhões. Na mesma base de comparação, a receita líquida somou R$ 2,615 bilhões contra R$ 2,654 bilhões, queda de 1,5%.



Recentemente, conforme divulgado ao mercado, a Coteminas confirmou participação na Brix, nova empreitada do empresário mineiro Eike Batista. A empresa será uma plataforma eletrônica de negociação de energia elétrica no Brasil e também conta com a parceria do fundador e primeiro presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Roberto Teixeira da Costa, da Intercontinental Exchange (ICE) e da Compass Energia.



Nenhum comentário:

Postar um comentário